ABCF tem nova diretoria

A partir deste mês de janeiro, a ABCF tem nova diretoria, presidida por Guilherme Gelfuso, docente e pesquisador no departamento de Farmácia da Universidade de Brasília (UnB). A gestão tem como vice-presidente a Profª. Maíra Galdino (UFPE), como primeira e segundo secretários a Profª. Sandra Haas (UNIPAMPA) e o Prof. Moacyr Rêgo (UFPE), como primeira tesoureira a Profª. Tânia Bresolin e segundo tesoureiro o Prof. Leonardo Régis (USP).

Todos os integrantes da diretoria e dos conselhos consultivo e fiscal da ABCF são dedicados à docência e pesquisa em universidades públicas em diferentes regiões do país. Veja aqui todos os Memos dos Conselhos.

“O grupo de pesquisadores que assume a diretoria da ABCF é bem diverso: são homens e mulheres de universidades do sul, sudeste, centro-norte e nordeste do país, mesclando pesquisadores mais experientes com jovens pesquisadores. O que nos une é o propósito comum de fortalecermos a pesquisa científica brasileira”, fala Guilherme.

O presidente da ABCF lembra que o setor padece por falta de recursos há pelo menos seis anos e que as dificuldades dos últimos quatro anos aprofundaram problemas que se sucediam.

“Toda a dificuldade e desafio enfrentados pelo poder público e o setor privado a partir de março de 2020, em razão da pandemia da Covid-19, evidenciaram a importância da pesquisa científica em nível internacional. Paradoxalmente, no Brasil foi também neste período que sofremos o maior sucateamento da nossa história”, lembra.

O papel da ABCF é o de estimular a pesquisa, atuar junto a organizações e organismos oficiais na defesa da pesquisa e dos cientistas da área de Farmácia.

Compartilhe esta notícia:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp